Conheça o homem que cuida dos dois últimos rinocerontes brancos do norte da Terra

A cada dia, uma nova planta ou animal entra para a lista de espécies em extinção. E isto é grave, pois estamos começando a considerar este fato normal, o que está longe de ser. No Quênia, o líder conservacionista James Mwenda – do Ol Pejeta Conservancy, luta para preservar dois rinocerontes brancos, os últimos exemplares da espécie.

Quando seu trabalho começou, em 2013, ainda havia três rinocerontes: as fêmeas Najin e Fatu e o Sudão, um macho que morreu no ano passado. O fato trágico é para nos fazer lembrar a importância do trabalho deste homem: Meus olhos se abriram para a realiNajin e Fatu dade e percebi que cuidar era mais do que apenas um trabalho”.

Desde a morte do último macho remanescente, James continua sendo o guardião das duas fêmeas, que no entanto, só poderão reproduzir a partir da técnica de fertilização in vitro. E, embora ele esteja otimista em relação a esse método, sua esperança é que contar a história do Sudão possa impedir que essa situação se repita no futuro.

Seu trabalho começa às seis da manhã e não se limita a apenas alimentá-las e verificar o estado de saúde das fêmeas. Focado no futuro da espécie, James dá palestras mostrando a importância de se preservar o meio ambiente e o reino animal e, passa também boa parte do tempo nas suas pesquisas de fertilização. A morte de Sudão foi um golpe para ele, que não irá permitir que a mesma coisa aconteça com Najin e Fatu. Ainda bem que existem pessoas como ele!

Facebook Comments Box

2 thoughts on “Conheça o homem que cuida dos dois últimos rinocerontes brancos do norte da Terra

  1. ESSE HOMEM É UM HERÓI E ESTÁ DIFÍCIL DE EU PENSAR QUE AS PESSOAS DÃO MILHÕES PARA RECONSTRUIR UMA IGREJA QUEIMADA. E NÃO DÃO SEQUER UM OLHAR DE COMPAIXÃO. PARA AJUDAR UM SER VIVO COMO ESSE OU ATÉ AS CRIANÇAS QUE MOREM DE FOME NA ÁFRICA E NO MUNDO

  2. Que trabalho incrível, sou apaixonado por esse mundo, mas não pelo que ele se transforma, mas sim pelo que podemos fazer por ele.
    Preservar nossas plantas, mares e nosso animais, deveria ser lei.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *