Greenpeace processa 4 províncias pela extinção do yaguareté

A apresentação foi feita pelo Greenpeace perante o Supremo Tribunal de Justiça da nação contra Salta, Chaco, Formosa e Santiago del Estero.

A associação ambiental do Greenpeace apresentou uma proteção judicial perante o Supremo Tribunal de Justiça da Nação contra as quatro províncias que compõem a região do Grande Chaco Americano, para propor as ações que contribuem para a extinção do Yaguareté.

Da entidade, foi informado em comunicado que será apresentado à Corte “em nome e representação do Yaguareté que vive no Grande Chaco da Argentina”.

Ele argumentou que é a primeira vez na história legal do país que uma apresentação acontece em nome de uma espécie e dos Direitos da Natureza. Embora houvesse anteriormente ações legais em favor dos orangotangos e chimpanzés, pelos zoológicos de Mendoza e CABA, estes foram realizados em nome de um espécime.

Por outro lado, esta ação de amparo é feita em nome e representação de todas as espécies de Yaguareté que habitam a ecorregião do Grande Chaco da Argentina.

“Apenas 20 onça-pintados permanecem na região do Chaco. Apesar de ter sido declarado Monumento Nacional, seu território não está sendo protegido e isso compromete seriamente seu sustento ”, disse Natalia Machain, diretora executiva do Greenpeace Andino.

A apresentação é baseada na decisão do mais alto tribunal de justiça do ano passado que declarou os animais sujeitos a direitos. “Aceitar e encorajar que a natureza e suas espécies tenham direitos – elas próprias – é parte da luta da humanidade pela extensão permanente dos direitos”, explicou Machain.

O processo também é contra o Estado nacional, por violar a lei florestal nacional.

Facebook Comments Box

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *