Tartaruga declarada extinta ‘renasce’ em templo hindu na Índia

A tartaruga Bostami havia sido declarada extinta da natureza pela comunidade científica dezessete anos atrás. No entanto, algumas foram preservadas em segredo por um templo hindu da Índia, onde são bem cuidadas e alimentadas pelos guardiões do local.

Por conta da perda de habitat e a exploração excessiva como fonte de alimento, a espécie havia desaparecido do estado de Assam, no nordeste indiano, levando a União Internacional para a Conservação da Natureza a declarar a tartaruga “extinta da natureza” em 2002.

O que ninguém sabia é que os guardiões do templo de Hayagriva Madhav esconderam alguns espécimes e passaram a cuidar dos répteis nas lagoas ao redor do local sagrado. Eles dizem que sentiram a necessidade de assumir a responsabilidade pela proteção das tartarugas porque acreditam que elas sejam a reencarnação do deus hindu Vishnu.

Espécie de tartaruga declarada extinta é encontrada prosperando em templo hindu
Foto: Reprodução/The Independent

“A população de tartarugas em geral no estado de Assam diminuiu enormemente nos últimos anos”, disse à AFPa veterinária Jayaditya Purkayastha. “É necessário uma intervenção ou muitas espécies serão extintas em breve, no curto prazo.”

Conservacionistas e ativistas pelos direitos dos animais têm se dedicado a montar criadouros de tartarugas, em espécies de “santuários” onde elas podem viver em segurança e se reproduzir.

Recentemente, os guardiões do templo firmaram uma parceria com o grupo conservacionista Good Earth para lançar oficialmente um programa de criação de tartarugas como meio de reintroduzi-las na natureza. Seus esforços finalmente se concretizaram em janeiro, quando a organização lançou com sucesso 35 filhotes de tartaruga – 16 foram criados no templo – nas águas de um santuário de vida selvagem local.

Espécie de tartaruga declarada extinta é encontrada prosperando em templo hindu
Foto: Reprodução/Flicker Images

“Este é um marco na história da conservação de tartarugas de Assam, e não teria sido possível sem o interesse demonstrado pelas autoridades do templo no programa de reprodução artificial”, disse a veterinária Jayaditya Purkayastha.

A coalizão de guardiões e ativistas agora trabalha para expandir o programa de criação de tartarugas Bostami para outras 18 lagoas ao redor do templo, expandindo seu habitat natural.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *