Chuva de meteoros visível no Brasil neste fim de semana

Neste final de semana acontece o pico da chuva de meteoros Geminídeos, uma das mais intensas e coloridas do ano.

Essa chuva de meteoros tem o nome de Geminídeos por acontecer próxima da constelação de Gêmeos. A órbita do nosso planeta passará perto da zona de detritos deixados pelo asteroide 3200 Faetonte, que serão atraídos pela força gravitacional da Terra, brilhando ao entrar na atmosfera terrestre.

O ápice do fenômeno ocorrerá nas madrugadas entre os dias 13 e 15, entre as 2h e 3h da manhã no horário de Brasília. Sob condições ideais estima-se que será possível ver até 150 meteoros por hora, mas, infelizmente, a Lua estará no céu durante a chuva. Por conseguinte, alguns meteoros serão ofuscados pelo brilho do nosso satélite natural e, consequentemente, será possível observar cerca de 50 meteoros por hora.

Para observar o evento, basta procurar pela constelação de Gêmeos, ao leste, a partir das 02h entre os dias 13 e 15, pois é neste momento que a constelação começa a ficar alta no céu.

Não é necessário o uso de equipamentos astronômicos para observar uma chuva de meteoros, mas é importante um céu noturno escuro. Assim, para observar o espetáculo de uma chuva de meteoros, desloque-se para uma zona com pouca poluição luminosa. Se não for possível, um truque é ficar atrás de alguma grande construção capaz de bloquear maior parte do brilho da Lua.

Além de ser a última chuva de meteoros com atividade intensa do ano, a Geminídeas é a única confirmadamente causada por detritos deixados por um asteroide, e não por um cometa. Lembrando que a ocorrência de chuvas de meteoros é bastante comum: existem cinco grandes chuvas de meteoros todos os anos, e a próxima deve ser a Eta Aquáridas, em abril de 2020.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *