Lei que autoriza entrada de animais em Hospitais já está em vigor em Valinhos

Valinhos para visitas a pacientes internados, já realizou através da CCIH – Comissão de Controle de Infecção Hospitalar todo o protocolo para permitir a entrada de gato e cachorro de pequeno porte

A Santa Casa de Valinhos em sintonia com a Lei 5.827 de 18 de abril de 2019, autoria do vereador César Rocha e sancionada pelo Prefeito Orestes Previtale, que dispõe sobre a liberação de entrada de animais de estimação de pequeno porte em hospitais no município deValinhos para visitas a pacientes internados, já realizou através da CCIH – Comissão de Controle de Infecção Hospitalar todo o protocolo para permitir a entrada de gato e cachorro de pequeno porte.

Tamiris Regina Bertagnoli Ramalho, enfermeira da CCIH, destaca que a liberação do animal para visita a um paciente será possível, mediante cumprimento de todas as exigências, estipuladas no protocolo da Instituição. “A presença do animal se dará mediante a solicitação e autorização do médico responsável pelo paciente e ela deverá ser agendada previamente com a coordenadora de recepção do hospital, sendo o tempo de visita de 15 minutos”.

Entre essas exigências estão: O animal deverá ter uma carta do veterinário comprovando sua boa condição de saúde, vermifugação e vacinação em dia, a carta deverá ter a data até cinco dias antes da visita do animal, se a carta estiver fora do prazo não será aceita; o animal terá que tomar banho no dia anterior da visita em local especializado e o mesmo deverá entregar comprovante de banho; toda essa documentação deverá ser entregue na recepção para conferência e autorização para entrada do animal.

Ainda dentro das normas estabelecidas pelo hospital, no dia da visita o animal deverá ser transportado em caixa de transporte e quando sair da mesma deverá estar com guia e usando fralda.

Tamires lembra ainda que a entrada do PET é vetada nos setores: UTI – Unidade de Terapia Intensiva, CC- Centro Cirúrgico, recém transplantados, quimioterapia e em pacientes queimados.

De acordo com a psicóloga da Santa Casa de Valinhos Andreza Peixoto, já se comprova através de estudos, que a visita de animais de estimação em ambiente hospitalar, pode contribuir com a melhora no quadro clínico do paciente. “A ação poderá colaborar influenciando no clima de forma positiva também dos funcionários, que terão oportunidade de presenciar os pacientes tendo a possibilidade de melhora em seu quadro biopsíquico e acompanhar inclusive, a possibilidade de alta hospitalar mais rápida”, destaca Andreza.

A psicóloga destaca ainda que a visita do animal produz a liberação de hormônios da felicidade como endorfina, a ocitocina, dopamina e serotonina que combatem níveis de hormônios do estresse e o cortisol, hormônio que acaba sendo liberado em situações específicas nos pacientes em permanência longa de hospitalização.

Fernando Pozzuto Superintendente da Santa Casa lembra que essa ação sistematizada, treinada e bem elaborada, contribuirá para com o bem estar e recuperação do paciente. “São ações voltadas para humanização na assistência hospitalar, presentes na missão da instituição”, completa.

FONTE: Ar 2 comunicação e eventos

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *